Dicas para o Universo Pararello: Relatos

Estamos bem próximos de mais uma edição do festival brasileiro diferente de tudo que vemos por aqui: o Universo Paralello. E é claaaro que não poderia deixar de dar algumas diquinhas pra vocês, né!?

Primeiro de tudo queria lembrar que nunca estive no festival, mas afirmo com toda certeza que li bastante sobre o assunto, fiz todas as minhas análises virginianas sobre possíveis empecilhos (hahahah) e tive a ajuda de 3 lindas que já estiveram por lá, a Aline Paiva, Jessica Chan e Sophia Diseró (obrigada novamente, deusinhas)! Elas responderam diversas perguntinhas que fiz, contaram um pouco sobre as experiências vividas em edições passadas e me ajudaram MUITO a entender um pouco sobre tudo. Tenho certeza que vai ajudar vocês também.

Pra quem não sabe, o UP é um festival de música e arte que acontece sempre na virada do ano, do 1 vez a cada 2 anos, em uma praia na Bahia (mais sobre o local aqui). Esse ano está com inicio marcado no dia 27 de dezembro (quarta) e seu fim no dia 03 de janeiro (quarta-feira seguinte).

O dia a dia por lá é bem rústico, desprendido completamente de luxo e com pouquíssima estrutura. Para alguns pode parecer estranho o evento conseguir movimentar tantas pessoas nessas condições, mas quem já foi garante que é uma experiencia única, mágica e deve ser vivida por cada um de nós pelo menos uma vez.

São 5 palcos, centenas de Djs e diversas instalações artísticas ocorrendo 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana, com uma breve parada na tarde do dia 31/12 para que todos possam se preparar para a virada do ano.

Bom, chega de enrolação, vou colocar aqui as minhas perguntas (em negrito) e as respostas das meninas (sinalizadas com A: Aline, J: Jéssica e S: Sophia), com algumas adaptações. Tá longo, mas além de 3 pontos de vistas – o que é MARA pra tirar uma média – tem MUITA dica incrível.
Vale 100% a leitura! Mais pra frente faço meus comentários.

—————————-

Ficou em camping, Overland ou hospedado fora do evento?

A: Camping
J: Fiquei no camping normal, dentro do evento.
S: Camping

Existe limite de bagagem/ algum tipo de restrição?

A: Não, nenhum.
Porém é bem difícil carregar muito peso por uns 5km embaixo de um sol de 40 graus e na areia. Existe os moradores locais que cobram cerca de 50 reais para carregar sua bagagem naqueles carrinhos de mão. O ideal é já procurar um assim quando passar pela portaria e pedir para eles te deixarem no camping que quiser (acho que são 8 campings) você escolhe perto de qual palco quer ficar, eles aconselham qual o melhor. Eu paguei por esse serviço nas duas edições, porque essa parte é bem estressante.

J: Não existe limite de bagagem. O que tem de restrição são as bebidas (1 garrafa de espumante e 5L de água por pessoa).

S: Não existe limite de bagagem, mas é importante lembrar q tem fila pra entrar (eu peguei 3 / 4 horas de madrugada, mas amigos meus chegaram a pegar 10h pra mais debaixo de sol), vc tem q andar pra achar o local ideal de camping, tem q andar pra sair do festival quando acaba.. evite levar coisas desnecessárias q só pesam!! O q eles restringem é bebida alcoólica ( somente 1 espumante pro ano novo) e alguns alimentos q especificam no site).

Se você ficou hospedado fora, como funciona para entrar e sair do evento? Alguma restrição?

A: Existe algumas casas, pousadas e chalés na parte externa do festival, desde a rotatória (porta do festival) até cerca de uns 20/30km. Essas casas costumam ser reservadas já com um ano de antecedência, mas são bem simples.
Não vou nessa edição, mas se voltar algum dia irei optar por essa opção.
Pode sair e entrar do festival a qualquer momento com a pulseira (se estiver de carro o estacionamento também pode entrar e sair a qualquer momento com o voucher, custou 180 reais todos os dias, é bem seguro).

J: Fiquei hospedada dentro, mas saí várias vezes de lá. Não tem restrição, você só precisa estar com a pulseira intacta.

S: Não, mas amigos meus ficaram. A entrada e saída é permitida pra qualquer um, basta apresentar a pulseira. 

Foi vantajoso ficar hospedado fora? O festival oferece algum transporte? Funciona?

A: Depois de 2 edições acampada eu só voltaria se fosse de hospedagem, porém como sou muito de horário com dj, por ter muitos palcos eu me limito a isso, pois para sair do festival é um rolê que dura horas e me faria não ter controle com o line, porém, o conforto seria muito maior.
Sim, o festival oferece o famoso pau de arara que nas últimas edições tinha um custo de 50 reais e podia usar durante todo o festival, sem limites. Lá tudo funciona 24 horas, nada para, nada mesmo! Também existe os bugs de moradores locais que cobravam de R$ 5 a R$ 10 por viagem e te deixavam onde quiser (circula pela praia e rotatória). Pode compensar mais pois o pau de arara faz apenas um roteiro (rotatória e portaria de pedestre) e não anda dentro do festival.

J: O que tem é o famoso “pau de arara” que faz o caminho da rotatória à portaria do evento. R$50 que você paga uma vez e pode usar durante todo festival. Esse caminho entre a rotatória e a portaria dá pra fazer andando, mas é vantajoso pagar já que geralmente as pessoas estão carregando o peso das bagagens. As pessoas têm de deixar seus carros no estacionamento do evento, que fica nesse rotatória e seguir de lá andando, ou no pau de arara.

S: No meu ponto de vista, não é vantajoso se hospedar fora. Eu acordava às 7 / 8 horas da manhã e aproveitava o dia inteiro enquanto meus amigos q estavam fora só iam entrar no final da tarde.. tudo bem q pode ter mais conforto, água quente, banheiro limpo.. mas acho q a graça de ir pro UP é vivenciar tudo q ele oferece! O festival oferece o famoso pau de arara, custava 50 reais, pode usar sempre q quiser e faz o trajeto porta do festival – rotatória (800mts). Achei desnecessário, fui andando, economizei 50 reais. É útil no fim, quando vc tá cansado.. mas tem bugs por 15, caminhonetes por 10, dando carona..

O que precisou levar?

Sabonete
A:
Sim
J: Sim. Líquido de preferência. Os banheiros são bem rústicos, então se um sabonete em barra cai no chão, vai ficar cheio de areia e sujeirinhas.
S: Sim, liquido.

Shampoo
A: Sim
J: Sim
S: Sim

Condicionador
A: Sim
J: Sim
S: Sim!!! Mil vezes sim! A dica é levar um potinho pequeno (pode ser tubo de ensaio) na cartucheira, como lá é MUITO calor, sempre q eu tava passando por algum chuveiro eu tomava uma ducha e usava o condicionador q estava na cartucheira pro cabelo não ficar duro só com a água.

Desodorante
A: Sim
J: Sim
S: Sim

Gilete
A: Sim
J: Sim
S: Sim

Perfume
A: Sim
J: Sim, mas acho que nem usei
S: Levei mas é um pouco inútil pq ele evapora muito rápido no sol e perde o cheiro.. mas a noite é bacana.

Protetor solar
A: Muito!
J: Sim, muito! Levar pelo menos dois frascos.
S: Sim!! Como eu sou mais morena já, usei pouco e passava mais no rosto q no corpo. A dica é comprar em loja de EPI, comprei da marca Luvex fator 60 por 15 reais e ele é muito bom pq é para profissionais q trabalham no sol diariamente!

Biquíni
A: Vários
J: Vários, vai ser o mais usado. E como a água de lá mancha tudo de marrom e não sai por nada, é bom ter vários.
S: Sim, no mínimo 4 conjuntos!! Leve mais biquíni q roupa.

Calcinha/sutiã
A: Sim
J: Sim, porém sutiã usei pouco, calcinha a noite depois do banho, única hora que não estávamos dentro do mar.
S: Abandone o sutiã e se joga pq com ctz vai incomodar! Use o biquíni no lugar, ou um top! Calcinha pra usar na ida e na volta, e se quiser, a noite, mas da pra passar todo o festival só com biquíni.

Chinelo
A: 2 pares (arrebenta e perde fácil na areia)
J: Sim, de preferência levar mais de um par. Sempre perde.
S: Sim! Dois pelo menos! A fama é de perder o chinelo e aparecer com outro, deixe um reserva na mala pra usar na volta!

Óculos de sol
A: 
Pelo menos uns 2 (É necessário)
J: Sim, importantíssimo. De preferência os que tem uma boa proteção UV e levar mais de um, porque também perde fácil.
S: Sim!! Pelo menos 2! Bom usar cordinha pra não perder

Boné/Chapéu
A: Sim
J: Sim
S: Bem útil

Roupa para a noite
A:
Sim, porém leves (uma calça legging e uma moletom molinho e um casaquinho básico) Lá não faz frio, é mais aquela brisa geladinha a noite, é bom levar só por precaução mesmo.
J: Sim, a noite é a única hora que bate um ventinho, como sou friorenta, eu sempre tava de blusa e shorts de pijama, porém roupas levinhas também, levei blusas pequenas e te tecido fino, que ocupam menos espaço.
S: Roupas leves!! Nada de jeans, tecidos quentes.. shorts de tecido fino, saias rodadas, blusas soltinhas, vestidos curtos e soltos..

Pijama
A: Não, dormia com a roupa do corpo mesmo (quanto menos bagagem melhor)
J: Sim, levei shorts de pijama que são bem molinhos, usei sempre a noite e as vezes pelo dia, não necessariamente para dormir. Se for pijama de shortinho + blusa acho válido, pq vc pode usar sem precisar ser a noite. E como o tecido é fininho, é ótimo pro calor de lá.
S: Uma camisola bem fina

Maquiagem
A: Sim, porém não usei em nenhuma edição. Muito calor, não compensa.
J: Sim. levei só por precaução, mas a única coisa de usei foi tintas neon e um iluminador no réveillon. Mas vi muitas meninas maquiadas durante o dia.
S: Se vc não dispensa por nada, leve! Mas eu acho muito desnecessário pq ela derrete TUDO e a pele dica aquele nojo. Só usei no dia 31, um blush rímel e tinta branca pra decorar o rosto.

Canga
A: Sim, pelo menos umas 2 é necessário também.
J: Sim, bem importante. Você usa canga pra tudo, pra sentar, pra molhar e se refrescar, pra usar em cima dos ombros, pra tirar excesso de areia, pra fazer “porta” no box do banheiro de banho (não tem, é tudo aberto). E é bom levar várias porque, como eu falei, a água de lá mancha tudo então fica suja fácil.
S: Sim, no mínimo 3! O bacana é q vc pode economizar espaço na mala levando canga ao invés de uma saia, por exemplo.

Toalha
A: Sim, de preferência de cor escura para não encardir.
J: Sim, levei só uma, pra não ocupar tanto espaço. Ela fica meio marrom, mas se colocar pra secar, ta tranquilo. Da pra levar uma só.
S: Sim, mas pode se secar com canga tbm.. sem contar q da pra sair molhado do banho q de seca em 3 min por conta do calor.

Acessórios
A: Sim, gosto de muitas pulseiras e brincos e como não conseguia usar maquiagem eu gostava de me “emperiquitar” de outra forma.
J: Sim. Como fiquei de biquíni a maior parte do tempo, sempre tava com body chain ou alguma coisa no cabelo pra não ficar tão sem graça.
S: Sim, só cuidado pra não exagerar e incomodar por causa do calor, pegar a marca

Barraca + apretechos dela
A: Se for de camping é essencial uma grande e bem ventilada.
J: Sim, levamos duas por precaução, mas só usamos uma. Mas uma dica que eu dou (e que pretendo fazer esse ano), principalmente se for de casal: leva duas barracas e usa uma só pra dormir e a outra pra guardar as coisas, pq fica tudo misturado, roupa com comida e lençol e travesseiro. Então, esse ano vou fazer isso: uma barraca com com o colchão e as coisas de dormir, e outra menor com as tralhas todas.
S: Sim!! Fazer amizade com os vizinhos é muito útil, dar uma volta pelo seu camping pra se situar.. quando vc não estiver na barraca e algum vizinho seu estiver na dele, ele vai dar uma “olhada” e protegida se for boa gente.

Cadeado
A: Sim, barraca trancada sempre! Infelizmente sempre tem relatos de roubos as barracas que ficam muito afastadas. O ideal é formar uma vilinha do chaves com conhecidos, pois assim sempre terá alguém por perto e inibe pessoas que querem roubar (na noite da virada é quando eles aproveitam).
J: Sim, dois.
S: Óbvio

Lanterna
A: Essencial uma pequena para ficar na pochete. Para ir de um palco para o outro e no banheiro é meio escuro a noite.
J: Sim, luz de led e o que puder levar pra iluminar a noite. Pra esse ano comprei umas luminárias de jardim, que carregam com a energia solar. Não são tão fortes, mas como é escuro vai salvar. Já testei.
S: MUITO ÚTIL!! Na cartucheira sempre uma pequena e dentro da barraca uma maior

Protetor de ouvido para dormir
A: Nas duas edições eu acompanhei bem de frente para o palco principal (a noite o dark estralava) mas de dia o sol me sugava tanta energia que quando o sono batia eu dormia igual bebê, pra mim não foi necessário, mas quem tiver problema com isso pode ser útil.
J: Sim. Meu namorado levou, mas não usamos.
S: Não levei.

Ventilador à bateria
A: Eu não levei, mas acredito que não consegue vencer o calor de lá não, seria meio inútil, só um peso a mais e como eu disse, quanto menos bagagem, melhor.
J: Não levei.
S: Muito útil

Papel higiênico
A:
 Sim, tem mulheres limpando os banheiros e dando papel 24h, mas é aqueles papel bem fuleiro, aconselho levar o seu folha dupla. Rsrsrs. Eu sempre deixo um pouco na pochete também para não ir na barraca buscar em uma emergência.
J: Uma dica que eu dou é levar aqueles saquinhos de lenço de papel e carregar na pochete/mochila durante o dia a dia, porque vc pode estar longe dos banheiros e bater alguma vontade súbita, nunca se sabe. Eu sempre ando com um.
S: Não precisa. Sempre tinha.

Lencinho umedecido
A: Siiiim, lenço umedecido é vida! Resolve todos os problemas da vida, é essencial!
J: Sim, item de suma importância! Como já falei, a água é de mangue, quase sem tratamento, é bem barrenta e tinge tudo! Por mais que você tome banho, sempre vai ta sujinha, então lenço umedecido é ótimo principalmente pra limpeza do rosto e das partes íntimas.
S: MUITO ÚTIL . 

Qual a rotina do evento? Os shows duram 24 horas por dia ou tem horário de início e término para as apresentações.

A: Em suma, o evento 24 horas por dia. Só para durante algum tempo na virada.
O palco principal, a 303, Up Club, a Tortuga e o Chillout se não me engano não param, são os palcos de música eletrônica. O palco paralelo e o alternativo são palcos de música cantada e de artistas (tipo de circo), acho que esses tem alguma programação diferenciada.
Na noite da virada os palcos vão parando sucessivamente, das 16 horas até 23 horas, é o tempo para todo mundo se preparar para o reveillon. Aí todo mundo se concentra no palco principal (20 mil pessoas) e faz a virada os fogos e tudo mais, e depois de 1 hora volta o upclub e sucessivamente todos os palcos novamente para a galera ir se dispersando.

J: Todos os palcos funcionam 24h por dia, exceto no dia 31, que eles param algumas horas de tarde e só voltam a noite. Não sei quantas horas ficam sem som, mas o suficiente pra galera ir se preparar para a virada.

S: Shows sempre, só pausa no final da tarde do dia 31 pra arrumarem a decor, pra quem quiser meditar pro novo ano.

Se existe um horário de termino, o que as pessoas fazem no “tempo livre”? É importante uma roupa para esse momento ou fica com a mesma roupa que passou o dia?

A:  As pessoas ficam migrando de um palco para o outro conforme o dj, quando não é isso estão na praia ou então dormindo.
Em relação a roupa, é ideal que sejam leves e bem confortáveis para passar o máximo de tempo com elas. Para mulheres: biquínis parte de cima sempre com shortinho ou sainha e vestidinhos quando não querem mais usar biquínis. Para os homens: eles abominam blusas naquele local, sempre só de bermuda e chinelo.
Eu particularmente não gostava de usar biquíni, então só usava biquíni para entrar no mar e logo corria para meu vestidinho (usei muito) e usava muitos acessórios para ficar mais vibes, tipo chapéu, leque, calares e tal. O estilo boho combina muito com a vibe do festival e eu adoro chapéu, levei 3.

J: Como eu disse, é só para a virada. Único momento em que as pessoas se produzem mais, justamente por ter tempo.

S: Você não vai querer ficar voltando na barraca toda hora! É muito raro.. a não ser q esteja indo só por ir e não pra curtir.

Além de havaianas, é legal levar algum outro tipo de calçado?

A: Sim, é bom uma sandália do tipo de amarrar no pé de couro, sabe?  Pois não sai do pé quando for migrar de uma pista para a outra e protege melhor da areia quente ou de objetos que estejam na areia, tipo garfinho descartável, por exemplo. Em todos festivais de trance que eu vou levo uma havaiana, uma botinha e uma sandalinha tipo gladiadora.

J: Particularmente, só usei havaianas. Fui de tênis, mas uma vez lá dentro, só havaianas. Porém, vi muita gente de botinha, o que é válido porque a areia é bem quente. Pra mim não funciona porque suo muito os pés, gosto mais de dançar descalça e quando preciso andar, havaianas.

S: Não, só havaianas. Aquelas com tira atras que prendem no pé também são legais.

Alguma precaução em relação à segurança? Roubos, furtos, arrastões. Isso existe?

A: Arrastão não, mas furto é muito comum nas barracas como mencionei lá em cima e as vezes tbm com as coisas que deixam na pista. Assim como em qualquer lugar deve ter precaução e estar sempre atento as coisas de valor. Nunca deixe nada de valor na barraca. (dinheiro, documento, cartão e celular sempre na pochete 24hr). Há boatos dos furtos nas barracas serem acobertados pela própria equipe de segurança, porém é sempre bom cativá-los em dar uma comidinha e trocar uma ideia com eles, toda equipe de serviço do festival são os locais, sempre muito humildes.

J: Apesar de ter segurança 24h e a noite fazendo ronda nas barracas, ainda assim houve relatos de furto, barracas arrombadas, etc. Nessa última edição, ouvi dizer que pelas próprias pessoas contratadas. É importante levar com você tudo que tiver valor, como dinheiro e documentos, câmeras, celulares… Esses itens sempre estiveram comigo. Como não dá pra ficar carregando câmera pra cima e pra baixo, lá tem os cofres, que vc paga um valor e pode abrir uma vez no dia, se for abrir mais, paga alguma taxa. Algumas vezes, deixei o celular e câmera dentro da mochila na barraca, não tivemos problema. Mas, sei que tiveram barracas arrombadas por lá. Nunca se sabe, é muita gente e não dá pra confiar, infelizmente.

S: Sempre bom se prevenir! Andar com seus objetos de valor com vc, valor em dinheiro.. trancar a barraca, evitar algumas passagens escuras a noite sozinha. O clima fica pesado lá pelo dia 3 pq a maioria da galera vai embora e abandona barraca, colchão.. tem gente que saqueia, alguns próprios seguranças.. é bom levar sua barraca mais próximo do palco q for ficar quando estiver ficando vazio assim.

O que vocês fazem com as malas e itens pessoais enquanto estão nos shows? Trancam?

A: Sempre deixei tudo barraca, com ela trancada. Por acampar em um local com grande movimentação e sempre com muitos amigos, nunca tive problema com furtos, mas o festival dispõe de um guarda-volumes de confiança.

J: Sim, a barraca no cadeado e a mochila também com cadeado.

S: Dentro da barraca trancada. Não precisei usar os armários, mas teve gente q guardou câmera, itens mais caros.

Os chuveiros funcionam? Algum comentário?

A: A água do festival é uma água do mangue ligeiramente tratada. Ela é salobra e bem marrom (por isso encarde todas as roupas) porque vc não sai limpo do banho, sai menos sujo… kkkk
Ela não tem um cheiro legal, os banheiros são “abertos” tem tipo umas baias e lógico que é gelado (mas isso é tranquilo pq é muito calor lá).
Na minha opinião o grande caos do festival é chuveiro/banheiro. Em horário de pico sempre tem fila e nesses horários tbm pode ter falta de água. O ideal é fugir do horário de pico.

J: Sim, funcionam. Acho que só vi sem água uma vez, mas era o banheiro mais cheio que tinha. Outros banheiros mais afastados sempre tinha água, e sempre estavam limpinhos. Os mais centrais, principalmente nos últimos, ficam mais sujos. Os boxes são separados porém não tem porta, tipo vestiário masculino sabe? Dai algumas pessoas põe a canga ou toalha na frente, pra cobrir. Uma dica que dou para a hora do banho: levar uma cestinha com um ganchinho para pendurar na “parede”, que é feita com palha e uns arames. É bom pendurar pra não ficar em contato com a água que cai no chão, ou então leva uma cadeira pra deixar as coisas do banho suspensas.

S: Água de mangue, gelada. Você se acostuma! Uma das coisas q mais sinto falta é do banho lá. É normal pessoas tomando banho peladas e vc vendo tudo pq não tem porta! Não se assuste e fique a vontade pra fazer o mesmo quando se sentir bem, ninguém te olha “te desejando”, todo mundo é irmão.

Pode entrar e sair do complexo do festival? Ou uma vez estando hospedado lá dentro não pode sair?

A: Pode sim, depois que colocar a pulseira o acesso é livre em todo o festival.
J: Pode sair sim, quantas vezes quiser, contanto que esteja com a pulseira.
S: Pode entrar e sair normal portando a pulseira!

Pode levar algum tipo de mantimento: água, comida, etc? Ou só pode consumir dos restaurantes e bares?

A: A entrada de comida e bebida é livre (exceto alcoólica).
Eles não vendem gelo avulso de forma alguma, então fica quase impossível beber lá se não for comprando alguma dose no bar. Eles permitem levar um champanhe para estourar na virada.
Água é essencial levar um galão de 5 litros para escovar os dentes e coisas básicas na barraca (lembrando que lá não tem água potável) se caso acabar, vendem mais barato lá na rotatória já que dentro do festival só vende a de garrafinha de 500 ml (ultima edição estava 4 reais cada).
Em relação a comida, pode levar tudo que quiser, tem cozinha comunitária lá dentro para cozinhar só que não tem lugar para conservar né, porém a praça de alimentação é sensacional! Tem comida do mundo todo de qualidade e preços razoáveis. (Não pode deixar de comer a pizza vegetariana dos italianos e também o risoto, huumm). Mas é bom levar uns snaks tipo biscoitos, salgadinhos, amendoim, …
Tem também lá fora a vila dos pescadores locais que vende PF de comida caseira por 15 reais, compensa pagar 5 reais do bug para ir lá comer. Ou também ir na mercearia da rotatória se quiser comprar mais alguma coisa, é tu liberado. De todos os vários festivais de trance que já fui o UP tem a melhor praça de alimentação.

J: Pode levar comida a vontade, lá tem cozinha comunitária, com fogão a lenha. O pessoal leva panelas, pratos, condimentos e deixa tudo lá pra todo mundo usar quando quiser. Geralmente ninguém leva de volta essas coisas. De bebida, pode levar 1 garrafa de espumante por pessoa para a virada de ano e 5L de água. Mas, você pode sair depois e comprar mais água na vila e entrar com mais 5L. Ou seja: vc pode entrar a vontade com água, sendo 5L por “vez”.

S: Pode levar inclusive panelas! Tem cozinha comunitária se quiser cozinhar! MUITAS opções de restaurantes, dos mais variados preços, vc pode achar o mesmo prato custando 10 ou 30 reais, é bom andar em tudo antes de comprar qualquer coisa (não inclui só comida.. artesanato..) fora do festival tem a vila dos pescadores q oferece pratos um pouco mais baratos, os restaurantes da rotatória, os food trucks fora do festival atras do Upclub…

Alguma experiência importante que você acha que é importante compartilhar? Alguma dica?

A: Com o intuito do post para os look acho muito importante focar em look para a virada que não seja todo branco, porque vai ser uma roupa que vai encardir e nunca mais limpar, e se for levar que seja baratinha ou já usada que não tenha medo de perder a peça.
Ainda no foco do calor, é insuportável, sério! Então looks mais leves possíveis, eu usei e abusei de kimono, chapéu e leque para ficar no estilinho, para mim foi a melhor opção.
Os looks mais estilosos que quase todas minas babam são aqueles meio mediáveis sabe? 
Além disso aconselho a tirar o máximo de proveito do festival, é uma experiência que digo que todo mundo tem que ir pelo menos uma vez na vida, com duas edições eu não conheci tudo e acredito que será necessários mais umas 4 edições para conhecer tudo.

J: Acho que devemos ir sem pré conceitos, sem julgamentos e com a mente aberta, BEEM ABERTA, porque lá você vai ver de tudo! Outra dica: aproveite bem o tempo e as coisas que tem pra fazer lá dentro. Tem muita coisa legal, além dos palcos. Tem aulas de yoga, meditação, circo, exposições, tem bastante cultura! Cansou da música? Procura alguma outra coisa, lá tem de tudo. Além dos passeios que você pode fazer pelos arredores, lá vai ter gente organizando, é só procurar saber na vila dos pescadores. Outra dica: passear na vila, que fica no final do festival, depois do último palco. O almoço e a cerveja lá são baratos. E existem Bugs levando o pessoal que não quer caminhar, acho que custa R$4 e eles te levam de uma ponta a outra do festival. Mesmo que não vá fazer nada, acho legal o passeio!

S: Se alimentar bem pra aguentar, pq o calor te deixa mais cansado. Eu acordava, comia um copo grande de açaí e uma barrinha de proteína, almoçava as 15h um prato farto é só voltava a comer lá pelas 20h, uma tapioca, fruta, salgado… E passei muito bem assim.
Não aceitar tudo q te oferecem! 
Ajudar quem precisa de ajuda! Seja conversando pra tranquilizar, levando ao ambulatório.. pode ser com vc no dia seguinte, nunca se sabe!
Quando não estiver aguentando o calor, ir ao bar, pedir pra molharem sua canga no gelo e colocar na nuca.
ANDAR E CONHECER TODO O FESTIVAL!
A não ser q vc tenha se apaixonado a primeira vista por alguma peça dos hippies, deixe pra comprar mais pro final, eles abaixam os preços!
O importante é ir pra curtir e não se esquecer de sempre vibrar positivo q nada de errado acontece! Lá vc vê DE TUDO e mais um pouco, de todos os lugares do mundo. Conheça pessoas, troque experiências, sorria, dance, converse, CHORE, seja feliz. É uma experiência ÚNICA!
Kit primeiros socorros (pinça, band aid, spray pra não infeccionar, remédios pra dor de cabeça, muscular, cólica, pomada nebacetin)
Barbante ou corda de varal: amarrar entre dois pontos na frente da barraca
Bituqueira se vc fuma (NUNCA JOGUE NADA NO CHÃO, INDEPENDENTE DE ONDE VC ESTIVER)
Shampoo, condicionador e sabonete de preferência naturais! A água utilizada fica por lá! Pratigi agradece.
Não faça xixi no banho!!!! Alguns chuveiros ficam com a poça de água ali, o próximo q vai tomar banho vai pisar no seu xixi e vice versa.
Hidratante/hipoglos/bepantol pq com ctz vai assar entre as pernas! Esparadrapo, Pano para limpar a barraca e outro pra ficar na porta de “tapetinho”. Escova de dente e de cabelo. Pasta de dente

Absorvente mesmo q não esteja menstruada. Se estiver com uma galera, é bom fazer algo q reconheça o acampamento de vcs. No meu caso, produzi 40 cangas com a logo do nosso grupo. Deixamos umas penduradas do lado de fora da barraca e outras usamos. Bom pra não se perder!

 

 —————————-

Só pelos relatos já dá pra ter uma BOOOOA ideia de como se programar, vou fazer as minhas considerações.

Apesar do calor intenso e aquela vontade de ficar no mar e de biquíni o dia todo, atenção! Procurem – sempre que puderem – trocar um pouco o biquíni /sunga por uma calcinha/cueca seca. Não é bom passar muitas horas com uma roupa úmida, principalmente quando falamos de partes íntimas. Como a água do banho não é das mais limpas, pense em eventualmente usar um ou dois copos da “água de beber” para sua higienização. Um cuidado simples que pode evitar problemas futuros. Lencinhos umedecidos também sou uma boa!

É importante que você baixe a temperatura do seu corpo de vez em quando pois o calor é muito intenso! Molhe a nuca, as juntas, reserve o fundinho da água da garrafinha pra despejar sobre a cabeça nos horários mais quentes do dia e quando estiver longe da sombra. Vai fazer bem!

Hidrate-se e proteja-se do sol. É muito importante – muito mesmo – se atentar a essas duas coisas pois podem acarretar problemas não só para você, mas pra quem viaja com você também. Insolação e desidratação são muito sérias. Não estrague seu festival e não corte a vibe dos seus amigos! Cuide-se.

Tome cuidado com seus pertences, procure sempre manter a sua barraca em ordem e com as coisas mais ou menos nos mesmos lugares. Assim você vai ter um controle muito maior sobre elas, ou seja, vai ser mais fácil notar se alguém mexeu ou se algo não está mais ali.

Não é carnaval, mas vale lembrar que NÃO é NÃO. Ninguém tem poder sobre suas decisões. Seja firme e faça o que VOCÊ tiver com vontade, não os outros.

Use camisinha. Parece bobagem, mas sempre bom lembrar os desavisados, não é mesmo!? E não estamos falando só da produção de mini fritinhos, mas de doenças.

Deixe o seu preconceito em casa. Observe e procure aprender algo em diferentes situações. Não julgue.

Você está no meio da natureza. Cuide dela. Faça a sua parte. Não jogue lixo no chão, alem de ser uma tremenda falta de educação, pode machucar alguém.

Nem pense em sair pra passear sem chinelo ou algo do tipo. Vai tá quente pra dédéu, acredite!

Durma! Não é pq o festival dura 24h que o seu corpo não precisa de descanso! Atente-se aos horarios dos seus djs favoritos e reserve horas do dia para dormir. Isso vai garantir que consiga aguentar até o final do evento.

Use roupas leves, basicamente simples e evite o branco. As duas manas ali em cima alertaram sobre um encardido que não sai por nada.

Para os looks vou reservar um post especial, pq esse aqui ja ta enorrrrme. Mas prometo que subo ele logo!

Espero MUUUUUITO que vocês tenham gostado e que tenha ajudado de alguma forma. As meninas arrasaram nas dicas e se empenharam em detalhar cada resposta, então obrigada de novo, suas lindas! Tenho certeza que sera esclarecedor pra muita gente assim como foi pra mim.

Beijo grande e jaja tem mais!

 

4 pensamentos em “Dicas para o Universo Pararello: Relatos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *